segunda, 18 junho 2018 12:48

Biópsia líquida: uma ferramenta válida e disponível para a determinação molecular do cancro

“A biópsia líquida funciona” e “pode ser utilizada para fazer determinações moleculares, quer no momento do diagnóstico e, nomeadamente, após a progressão da doença”. Quem o afirma é o Prof. Doutor José Carlos Machado, vice-presidente do Instituto de Patologia e Imunologia Molecular da Universidade do Porto (IPATIMUP), que abordou este hot topic no 9.º Congresso de Pneumologia do Centro. Assista ao vídeo da entrevista.

O especialista alerta, no entanto, que a biópsia líquida “não é, até à data, um substituto à biópsia tecidular”.

Vídeo

Login

Newsletter MyPneumologia

Receba a nossa newsletter

PUB

 

Planning

Respi Planning

Com o apoio da SPP

Oxigénio

APOIOS:
.......................

Bristol-Myers SquibbBoehringer IngelheimGSKMSDMylanRocheTakeda