sexta, 14 setembro 2018 10:18

GSK leva ao ERS 2018 mais de 50 trabalhos científicos relativamente à terapêutica da asma e da DPOC

A GSK vai marcar presença no European Respiratory Society (ERS) International Congress 2018, a decorrer entre os próximos dias 15 e 19 de setembro em Paris. Ao todo, a empresa farmacêutica vai apresentar mais de 50 trabalhos científicos sobre o valor terapêutico dos seus medicamentos na abordagem às principais doenças respiratórias, entre as quais asma e doença pulmonar obstrutiva crónica (DPOC). Os simpósios dinamizados pela GSK podem ser acompanhados via live streaming.

 

Entre os dados apresentados estão novas análises resultantes de estudos que espelham evidência do papel que diferentes tratamentos desempenham na otimização na gestão das doenças respiratórias, ao focarem-se na resposta às principais necessidades individuais do doente. Os resultados incidem sobre o efeito ao nível das exacerbações ou da progressão da doença, situações que afetam um número elevado das pessoas que sofrem de asma, asma grave e DPOC.

Além disso, vai ser, também, apresentada evidência decorrente da avaliação de benefício dos tratamentos face a diferentes estadios de gravidade da doença e grupos etários diversificados.

 

Otimização do tratamento da DPOC

Novas análises a dados provenientes do estudo de referência IMPACT vão permitir compreender, de forma clara, quais os grupos de doentes que mais podem beneficiar de cada uma das combinações terapêuticas incluídas no estudo, fornecendo evidência adicional que esclareça qual o tratamento certo para o doente certo.

 

Consolidação de evidência em torno da terapêutica biológica específica na asma grave

O desenvolvimento do primeiro medicamento biológico anti-IL5, mepolizumab, constitui uma inovação científica que permite uma abordagem direcionada ao nível do tratamento de doentes com asma eosinofílica severa (asma grave). No ERS, vai ser dado destaque à crescente evidência do seu potencial papel na redução das exacerbações em doentes de vários grupos etários e em estadios diferentes de severidade da patologia.

 

A GSK tem desenvolvido, ao longo dos últimos 50 anos, medicamentos que permitem o avanço na gestão das principais doenças respiratórias, assumindo a ambição de ter um portfólio de fármacos o mais abrangente possível e, desta forma, conseguir atuar em diversas patologias.

 

Para saber mais, assista aos simpósios da GSK no ERS 2018 através deste site.

 

Login

Newsletter MyPneumologia

Receba a nossa newsletter

PUB

 

Planning

Respi Planning

Com o apoio da SPP

Oxigénio

APOIOS:
.......................

Bristol-Myers SquibbBoehringer IngelheimGSKMSDMylanRocheTakeda